Vacinação

Uma cesta de 3 pontos Pela vacinação do paciente do grupo de risco

A campanha Crie Mais Proteção tem o objetivo de informar e conscientizar sobre a importância da vacinação para as pessoas do grupo de risco. Entre elas, estão as que têm câncer, como o Oscar Schmidt, e também aquelas que vivem com HIV ou outras doenças crônicas, como as reumatológicas, do coração, do pulmão e o diabetes, por exemplo, bem como as que se submeteram a transplante de células-tronco hematopoiéticas ou de órgãos sólidos.

Crie Mais Proteção é uma iniciativa da Pfizer apoiada pela SBIm que, juntas com o Oscar, pretendem chamar atenção para o risco à saúde trazido por doenças infecciosas que podem ser prevenidas pela vacinação. Para proteger contra esse perigo, a campanha traz toda a informação necessária para que esses pacientes possam se beneficiar da imunização gratuita e segura nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais, os CRIE.

Dê o play nessa mensagem do Oscar e saiba mais sobre a campanha.

Vacinação do grupo de risco: por que é tão importante?

A vacinação, uma medida fundamental em saúde pública, é ainda mais necessária para quem pertence aos grupos de risco – aqueles que têm a imunidade natural comprometida por doença ou tratamento.

Estão nesses grupos as pessoas que vivem com:

O comprometimento da imunidade desses pacientes eleva o risco de adquirir infecções imunopreveníveis, fazendo com que doenças que podem ser evitadas pela vacinação se tornem potencialmente graves e até mesmo fatais. No portal Família SBIm você encontra todas as orientações.

Confira:

E muito mais.

Acesse já Família SBIm e mantenha sua carteira de vacinação atualizada, com segurança.

Vacinar é seguro!

A maioria das vacinas pode ser classificada em:

Atenuadas:
feitas com bactérias ou vírus vivos enfraquecidos.
As vacinas atenuadas requerem atenção especial no caso de pessoas com o sistema imune debilitado por doença (como o câncer) ou por tratamentos (como os transplantados). Portanto, é muito importante sempre conversar com um médico para obter mais orientações sobre qual vacina tomar e em que momento.
Inativadas:
feitas com bactérias ou vírus mortos ou apenas partes do agente infeccioso.
As vacinas inativadas são seguras para todas as pessoas com doenças crônicas ou com o sistema imunológico debilitado. Sabe-se que em algumas situações, pela menor resposta protetora vacinal, como nas alterações de imunidade, pode ser necessário um esquema diferente do usual.

Para saber mais sobre a segurança das vacinas de forma geral.

Clique aqui

Já neste link você encontra tudo sobre a segurança das vacinas para as pessoas do grupo de risco.

Clique e confira

CRIE: Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais

Os CRIE são um serviço do SUS dedicado à imunização gratuita de pessoas que apresentam mais risco de desenvolver formas graves de doenças infecciosas.

Eles oferecem estrutura e profissionais da saúde especialmente preparados para atender pacientes que vivem com doenças crônicas, imunodeprimidos por doença ou tratamento, bem como aqueles que moram ou têm contato próximo com esses grupos. No portal Família SBIm, você encontra mais detalhes sobre o atendimento, os cuidados dedicados aos pacientes especiais e uma lista completa com os endereços de todos os CRIE no Brasil.

Como posso me vacinar nos CRIE

Se você faz parte de um dos grupos de risco, você tem direito à vacinação gratuita nos CRIE - Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais. Para facilitar seu acesso às vacinas, nós preparamos um guia com as informações de que você precisa.

Encaminhamento

Médicos ou enfermeiros
das redes pública ou particular
Formulário com dados do paciente, motivos
da indicação, exames comprobatórios e outros

Formulário com dados do paciente, motivos da indicação, exames comprobatórios e outros

Primeiro atendimento

Onde há CRIE

Avaliação do formulário

Prescrição das vacinas e intervalos necessários

Vacinação

Onde não há CRIE Atendimento nas UBS*

Avaliação do formulário

Prescrição das vacinas e intervalos necessários

Solicitação das vacinas aos CRIE estaduais

Contato telefônico após a chegada da vacina

Vacinação

*Unidades Básicas de Saúde.

Retorno

Onde há CRIE

Análise da carteira vacinal

Atualização dos intervalos e/ou indicação de vacinas, se necessário

Vacinação

Onde não há CRIE Atendimento nas UBS*

Análise da carteira vacinal

Atualização dos intervalos e/ou indicação de vacinas, se necessário

Solicitação das vacinas aos CRIE estaduais

Contato telefônico após a chegada da vacina

Vacinação

*Unidades Básicas de Saúde.

Voltar ao topo